RSS

Arquivo do autor:alexprimo

Sobre alexprimo

Pesquisador de redes sociais e interações mediadas por computador

Cibercultura

Encontre abaixo uma seleção dos principais livros sobre cibercultura. Para saber mais sobre eles, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

AMARAL, Adriana. Visões perigosas: uma arque-genealogia do cyberpunk. Porto Alegre: Sulina, 2006.

BELL, David J. Cyberculture: The Key Concepts. Routledge, 2003.

BELL, David. An Introduction to Cybercultures. Routledge, 2001.

BELL, David; KENNEDY, Barbara. The Cybercultures Reader. Routledge, 2000.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura – Volume 1. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

DERY, Mark. Escape velocity: cyberculture at the end of the century. New York: Grove Press, 1996.

DREYFUS, Hubert L. On the Internet. Londres: Routledge, 2001.

FELINTO, Erick. A religião das máquinas: ensaios sobre o imaginário da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2005.

FELINTO, Erick. Passeando no labirinto. Porto Alegre: Edipucrs, 2007.

GOFFMAN, Ken; JOY, Dan. Contracultura através dos tempos: do mito de prometeu à cultura digital. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007.

JENKINS, Henry. Convergence culture: where old and new media collide. New York: New York University, 2006.

JENKINS, Henry. Fans, bloggers, and gamers. Nova Iorque: New York University, 2006.

JOHNSON, Steven. Cultura da Interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LEMOS, André (ed.). Cibercidade: as cidades na cibercultura. Rio de Janeiro: E-papers, 2004.

LEMOS, André. Olhares sobre a cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2002.

LEMOS, André; PALÁCIOS, Marcos (eds.). As janelas do ciberespaço. Porto Alegre: Sulina, 2001.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1997.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: 34, 1993.

LÉVY, Pierre. A máquina universo: criação, cognição e cultura informática. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: 34, 1999.

MARTINS, Francisco Menezes. Impressões digitais: cibercultura, comunicação e pensamento contemporâneo. Porto Alegre: Sulina, 2008.

MANOVICH, Lev. The Language of New Media. Cambridge: MIT Press, 2002.

NEGROPONTE, Nicholas. Vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

PARENTE, André. (ed.), Imagem máquina: a era das tecnologias do virtual. 2. Rio de Janeiro: 34, 1996.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição. Porto Alegre: Sulina, 2007.

ROSNAY, Joël. O homem simbiótico: perpectivas para o terceiro milênio. Petrópolis: Vozes, 1997.

RÜDIGER, Francisco. Elementos para a crítica da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2002.

RÜDIGER, Francisco. Introdução às teorias da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

RÜDIGER, Francisco. Cibercultura e pós-humanismo: exercícios de arqueologia e criticismo. Porto Alegre: Edipucrs, 2008.

SÁ, Simone Pereira e ENNE, Ana Lucia (orgs). Prazeres Digitais: Computadores, entretenimento e sociabilidade. Rio de Janeiro: E-Papers, 2004.

SANTAELLA, Lucia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2008.

SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

SILVA, Juremir Machado da. Tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.

SILVER, David; MASSARANI, Adrienne; JONES, Steve. Critical Cyberculture Studies. NYU Press, 2006.

TRIVINHO, Eugênio. A dromocracia cibercultural: lógica da vida humana na civilização mediática avançada. São Paulo: Paulus, 2007.

WARDRIP-FRUIN, Noah; MONTFORT, Nick. The new media reader. Cambridge: MIT Press, 2003.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Porto Alegre: Sulina, 2003.

Leituras suplementares

BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulação. Lisboa: Relógio D’água, 1991.

BAUDRILLARD, Jean. Tela total: mito-ironias da era do virtual e da imagem. Porto Alegre: Sulina, 1997.

MARVIN, Carolyn. When old technologies were new: thinking about electric communication in the late nineteenth century. Nova Iorque: Oxford University, 1988.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1969.

VIRILIO, Paul. O espaço crítico. Rio de Janeiro: 34, 1993.

 
4 Comentários

Publicado por em agosto 28, 2008 em Cibercultura

 

Hipertexto

Encontre abaixo uma bibliografia básica sobre hipertexto. Para saber mais sobre as obras, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

AARSETH, Espen J. Cybertext: perpectives on ergodic literature. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1997.

BOLTER, Jay David. Writing space: computers, hypertext, and the remediation of print. Mahwah: Lawrence Erlbaum Associates, 2001.

BROWN, John Seely; DUGUID, Paul. A vida social da informação. São Paulo: Makron, 2001.

CHARTIER, Roger. Aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Unesp, 1998.

FURTADO, José Afonso. O papel e o pixel: do impresso ao digital. Florianópolis: Escritório do livro, 2006.

JOHNSON, Steven. Cultura da Interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LANDOW, George P. Hypertext 3.0: critical theory and new media in a global era. Baltimore: Johns Hopkins University, 2005.

LEÃO, Lucia. Labirinto da hipermídia: arquitetura e navegação no ciberespaço. São Paulo: Iluminuras, 2005.

LEÃO, Lucia. O chipe e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Senac, 2005.

LÉVY, Pierre. A ideografia dinâmica: rumo a uma imaginação artificial? São Paulo: Loyola, 1998.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1997.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: 34, 1993.

MACHADO, Arlindo. Máquina e imaginário: o desafio das poéticas tecnológicas. São Paulo: Edusp, 1993.

MARCUSCHI, Luiz Antônio; XAVIER, Luiz Antonio (eds.). Hipertexto e gêneros: novas formas de construção de sentido. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.

SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço: perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.

Leituras suplementares

BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento: de Gutemberg a Diderot. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: Unesp, 2002.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Introdução: Rizoma. In: DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix, Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia: capitalismo e esquizofrenia, Vol. 1. São Paulo: 34, 1995.

ECO, Umberto. A estrutura ausente: introdução à pesquisa semiótica. São Paulo: Perspectiva, 1991.

ECO, Umberto. Obra aberta. São Paulo: Perspectiva, 2000.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor. Lisboa: Vega, 1992.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 26, 2008 em Hipertexto

 

Redes sociais online

Encontre abaixo uma bibliografia básica sobre redes sociais. Para saber mais informações sobre as obras, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

BARABÁSI, Albert-László. Linked: how everything is connected to everything else and what it means for business, science, and everyday Life. Nova Iorque: Plume, 2003.

BARNEY, Darin. The network society. Padstow, Cornwall: Polity, 2004.

BENKLER, Yochai. The wealth of networks. New Haven: Yale, 2006.

BUCHANAN, Mark. Nexus: small worlds and the groundbreaking theory of networks. Nova Iorque: WW Norton, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura – Volume 1. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

CASTELLS, M. Internet e sociedade em Rede. In: MORAES, D. (ed.), Por uma outra comunicação. Rio de Janeiro: Record, 2003.

GHOSH, Rishab Aiyer. Code: collaborative ownership and the digital economy. The MIT Press, 2005.

JOHNSON, Steven. Emergência: a dinâmica de redes em formigas,cérebros, cidades. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 2003.

MONGE, Peter R.; CONTRACTOR, Noshir S. Theories of Communication Networks. New York: Oxford University Press, Inc, 2003.

RHEINGOLD, Howard. Smart mobs: the next social revolution. Basic Books, 2002.

SCOTT, John. Social network analysis: a handbook. London: SAGE, 2000.

STROGATZ, Steven. Sync: The emerging science of spontaneous order. Nova Iorque: Hyperion Press, 2003.

TRIVINHO, Eugênio. Redes: obliterações no fim de século. São Paulo: AnnaBlume, 1998.

WATTS, Duncan J. Six degrees: the science of a connected age. Nova Iorque: Norton, 2003.

WATTS, Duncan J. Small worlds : the dynamics of networks between order and randomness. New Jersey: Princeton University, 2003.

Leituras complementares

LATOUR, Bruno. Reassembling the social. New York: Oxford University Press Inc, 2005.

PUTNAM, Robert D. Bowling alone: the collapse and revival of American community. New York: Simon & Schuster Paperbacks, 2000.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 25, 2008 em Redes sociais online

 

Web 2.0 (webjornalismo participativo, blogs, redes de relacionamento)

Encontre abaixo uma bibliografia básica sobre Web 2.0. Para saber mais informações sobre as obras, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

ANDERSON, Chris. A Cauda Longa: Do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

AU, Wagner James. Os bastidores do Second Life: notícias de um novo mundo. São Paulo: Matrix, 2008.

AYERS, Phoebe; MATTHEWS, Charles; YATES, Ben. How Wikipedia works : and how you can be a part of it. San Francisco: No Starch Press, 2008.

BLOOD, Rebecca. We’ve got blog: how weblogs are changing our culture. Cambridge: Perseus, 2002.

BRUNS, Axel. Blogs, Wikipedia, Second life, and Beyond : from production to produsage. New York: Peter Lang, 2008.

BRUNS, Axel; JACOBS, Joanne. Uses of blogs. New York: Peter Lang, 2006.

BRUNS, Axel. Gatewatching : collaborative online news production. New York: P. Lang, 2005.

CARR, Nicholas. A grande mudança: reconectando o mundo, de Thomas Edison ao Google. São Paulo: Landscape, 2008.

CIPRIANI, Fábio. Blog corporativo: aprenda a melhorar o relacionamento com seus clientes e fortalecer a imagem da sua empresa. São Paulo: Novatec, 2008.

GILLMOR, Dan. Nós, os media. Queluz de Baixo, Barcarena: Editorial Presença, 2005.

HEWITT, Hugh. Blog: entenda a revolução que vai mudar seu mundo. Rio de Janeiro: Thomas Nelson do Brasil, 2007.

HINCHCLIFFE, Dion; NICKULL, Duanne. Web 2.0 patterns. Sebastopol: O’Reilly, 2008.

JOHNSON, Steven. Cultura da interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

KEEN, Andrew. The cult of the amateur : how today’s internet is killing our culture. New York: Doubleday/Currency, 2007.

SAMPAIO, Cleuton. Web 2.0 e mashups: reinventando a Internet. Rio de Janeiro: Brasport, 2007.

SCOBLE, Robert; ISRAEL, Shel. Naked conversations: how blogs are changing the way businesses talk with customers. Hoboken: Wiley, 2006.

SHIRKY, Clay. Here comes everybody: the power of organizing without organizations. New York: Penguin Press, 2008.

SCHITTINE, Denise. Blog: comunicação escrita íntima na internet. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

SHUEN, Amy. Web 2.0: a manager’s guide. Sebastopol: O’Reilly, 2008.

TAPSCOTT, Don; WILLIAMS, Don. Wikinomics: como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.

VALENTE, Carlos; MATAR NETO, João Augusto. Second life e web 2.0 na edcação: o potencial revolucionário das novas tecnologias. São Paulo: Novatec, 2007.

VOSSEN, Gottfried; HAGEMANN, Stephan. Unleashing Web 2.0: from concepts to creativity. Burlington: Elsevier Science, 2007.

Leituras complementares

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Império. Rio de Janeiro: Record, 2004.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na era do império. Rio de Janeiro: Record, 2004.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 23, 2008 em Web 2.0

 

>Inteligência coletiva

>___
Encontre abaixo uma bibliografia básica sobre inteligência coletiva. Para saber mais informações sobre as obras, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

CASALEGNO, Frederico (ed.). Memória cotidiana: comunidades e comunicações na era das redes. Porto Alegre: Sulina, 2006.

JOHNSON, Steven. Emergência: a dinâmica de redes em formigas,cérebros, cidades. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 2003.

LESSIG, Lawrence. The future of ideas: the fate of the commons in a connected world. New York: Vintage Books, 2002.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1998.

SUROWIECKI, James. A sabedoria das multidões: por que muitos são mais inteligentes que alguns e como a inteligência coletiva pode transformar os negócios, a economia, a sociedade e as nações. Rio de Janeiro: Record, 2006.

SUNSTEIN, Cass R. Infotopia: How Many Minds Produce Knowledge. Oxford University Press, 2008.

Leituras complementares

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na era do império. Rio de Janeiro: Record, 2004.

SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. Memória coletiva e teoria social. São Paulo: Annablume, 2003.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 7, 2008 em Inteligência coletiva

 

>Negócios e consumo online

>___
Passados alguns anos das primeiras discussões sobre a chamada “Nova Economia”, e com a emergência dos “conteúdos gerados pelos usuários” na Web 2.0, o que sabemos hoje sobre negócios e consumo online?

Encontre abaixo uma bibliografia báscia sobre o tema. Para saber mais detalhes sobre as obras, ler resenhas e encontrar informações sobre preços e outros livros relacionados, clique nos títulos abaixo.

ANDERSON, Chris. A cauda longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

BENKLER, Yochai. The wealth of networks. New Haven: Yale, 2006.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura – Volume 1. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

CARR, Nicholas. A grande mudança: reconectando o mundo, de Thomas Edison ao Google. São Paulo: Landscape, Landscape.

CHETOCHINE, Georges. Buzz marketing: sua marca na boca do cliente. São Paulo: Prentice Hall do Brasil, 2006.

CIPRIANI, F. Blog corporativo: aprenda como melhorar o relacionamento com seus
clientes e fortalecer a imagem da sua empresa
. São Paulo: Novatec, 2008.

GALINDO, Daniel. Propaganda inteira & ativa. São Paulo: Futura, 2002.

GALVÃO, Alexander Patez; GERARDO, Silva; COCCO, Giuseppe. Capitalismo cognitivo: trabalho, redes e inovação. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2003.

GILLIN, Paul. The new influencers : a marketer’s guide to the new social media. Sanger, CA: Quill Driver Books/Word Dancer Press, 2007.

GLADWELL, Malcom. O ponto de desequilíbrio: como pequenas coisas podem fazer uma grande diferença. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.

GHOSH, Rishab Aiyer. CODE: Collaborative Ownership and the Digital Economy. Cambridge: MIT Press, 2005.

JENKINS, Henry. Convergence culture: where old and new media collide. New York: New York University, 2006.

LAHAM, Richard. The Economics of Attention: Style and Substance in the Age of Information. Chicago: University of Chicago Press, 2006.

LI, Charlene; BERNOFF, Josh. Groundswell: winning in a world transformed by social technologies. Boston, Mass: Harvard Business Press, 2008.

OLIVEIRA, Mírian; ABDALA, Elisabeth Avila (eds.). Tecnologias da Internet: casos práticos em empresas. Porto Alegre: EDIPCURS, 2003.

PINHO, J. B. Publicidade e vendas na internet. São Paulo: Summus, 2000.

SERNOVITZ, Andy. Word of mouth marketing : how smart companies get people talking. Chicago, IL: Kaplan Pub, 2006.

SCOBLE, Robert; ISRAEL, Shel. Naked conversations: how blogs are changing the way businesses talk with customers. Hoboken: Wiley, 2006.

TAPSCOTT, Don; WILLIAMS, Don. Wikinomics: como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.

WEINBERGER, Davis. A nova desordem digital: os novos princípios que estão reinventando os negócios, a educação, a política, a ciência e a cultura. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

WEINBERGER, David et al. The Cluetrain Manifesto: The End of Business as Usual. Cambridge: Perseus Publishing, 2001.

WRIGHT, J. Blog marketing: a nova e revolucionária maneira de aumentar vendas. São Paulo: M.Books, 2008.

Leituras complementares

LAZZARATO, Maurizio; NEGRI, Antonio. Trabalho Imaterial. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

 
1 comentário

Publicado por em agosto 4, 2008 em Negócios e consumo online

 

>Webdesign e interação homem-computador

>____
Encontre abaixo uma bibliografia básica sobre webdesign e interação homem-computador. Para saber mais informações sobre as obras, ler resenhas e encontrar livros semelhantes, clique no título dos livros.

AGNER, Luiz. Ergodesign e arquitetura de informação: trabalhando com o usuário. Rio de Janeiro: Quartet, 2006.

CHAK, Andrew. Como Criar Sites Persuasivos. São Paulo: Pearson Brasil, 2003.

COOPER, Alan; REIMANN, Robert; CRONIN, David. About face 3: the essentials of interaction design. West Sussex: John Wiley and Sons, 2007.

DAMASCENO, Anielle. Webdesign: teoria e prática. Florianópolis: Visual Books, 2003.

DERTOUZOS, Michael. The Unfinished Revolution: Human-Centered Computers and What They Can Do for Us. Nova Iorque: HarperCollins, 2001.

DIAS, Claudia. Usabilidade na Web. Rio de Janeiro: Alta Books, 2007.

DIX, Alan et al. Human-Computer Interaction. Londres: Prentice-Hall Europe, 1998.

DONALD, Norman. Design do dia-a-dia. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

JOHNSON, Steven. Cultura da Interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

KRUG, Steve. Não me faça pensar: uma abordagem de bom senso a usabilidade na web. Rio de Janeiro: Alta Books, 2006.

LOVE, Steve. Understanding mobile human-computer interaction. Oxford: Elsevier, 2005.

MARSDEN, Gary; JONES, Matt. Mobile interaction design. West Sussex: John Wiley and Sons, 2006.

LYNCH, Patrick J.; HORTON, Sarah. Guia de estilo da Web. Barcelona: Gustavo Gili GG, 2004.

MEMORIA, Felipe. Design para a Internet: projeto a experiência perfeita. São Paulo: Campus, 2005.

MORAES, Anamaria de. Design e avaliação de interface. Rio de Janeiro: Rio Books, 2006.

Nardi, B. A. (org.). Context and Consciousness: Activity Theory and Human-Computer Interaction. Cambridge: MIT Press, 1997.

NIELSEN, Jakob; LORANGER, Hoa. Usabilidade na Web: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

NIELSEN, Jakob; TAHIR, Marie. Homepage usabilidade: 50 websites descostruídos. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

NIELSEN, Jakob. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

OLIVEIRA NETTO, Alvim. IHC: modelagem e gerência de interfaces com o usuário. Florianópolis: Visual Books, 2004.

PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvonne; SHARP, Helen. Design de interação: além da interação homem-computador. Porto Alegre: Bookman, 2005.

RADFAHRER, Luli. Design/Web/Design 2. São Paulo: Market Press, 2001.

RASKIN, Jef. The Human Interface: New Directions for Designing Interactive Systems. Upper Saddle River: ACM, 2000.

RODRIGUES, Bruno. Webwriting: Pensando O Texto Para a Página Digital. São Paulo: Berkley Brasil, 2000.

TOLLETT, John; WILLIAMS, Robin. Web design para não-designers. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2001.

 
 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.